Backstage - Miguel Machado
Qua, 27 Jun 2018 às 01:15

Rock in Rio Lisboa'18: Muse levaram 71 mil pessoas à cidade do Rock

O primeiro dia do festival Rock in Rio Lisboa trouxe a energia de 71.000 pessoas ao Parque da Bela Vista.

A abertura do Palco Mundo, palco principal do evento, ficou ao cabo de Diogo Piçarra. O artista português trouxe alguns dos seus temas mais famosos, tais como "Já Não Falamos" e "Dialeto" e ainda dois convidados especiais: Ana Vitória (com quem interpretou o tema "Trevo") e Marco Rodrigues (que se juntou ao palco para cantar "O Tempo"). O público entoou as letras das músicas com o artista e foi notável uma boa adesão e interação entre ambos, nomeadamente no momento em que Diogo Piçarra se aventurou no crowdsurfing.

HAIM, banda de indie rock formada por três irmãs da Califórnia, deram o segundo grande espetáculo da noite. O concerto na Cidade do Rock foi o último da "Sister Sister Sister Tour", digressão europeia da banda, e incluiu temas tais como "Want You Back", "Ready For You" e "Forever". As irmãs garantiram a adesão do público através da sua energia contagiante e boa disposição, tendo até Danielle mostrado que havia aprendido algumas palavras em português.

O terceiro concerto no Palco Mundo era já um dos mais esperados da noite. Bastille, banda de rock alternativo inglesa, trouxeram a Portugal o seu último álbum, "Wild World" (2016). Músicas tais como "Laura Palmer" e "Things We Lost In The Fire" fizeram o público vibrar. A grande energia criada pela banda, em conjunto com o público português, traduziu-se principalmente no último tema interpretado, "Pompeii", que foi entoado com o típico vigor.

Pelas 22h30, num intervalo de meia hora em que a antecipação se sentia crescer pelo recinto, o primeiro espetáculo de fogo-de-artifício desta edição do festival deu-se no Palco Mundo, iluminando o céu e contribuindo para o espírito alegre dos festivaleiros.

A maior e mais esperada atuação da noite foi o espetáculo de Muse, cabeça de cartaz deste primeiro dia do Rock in Rio Lisboa. Durante uma hora e meia, a banda levou os fãs num passeio pelos seus maiores hits, tais como "Plug In Baby", "Time Is Running Out", "Uprising" ou "Starlight".

A energia estonteante de ambas as partes sentiu-se reforçada nos momentos em que Matt Bellamy tocou guitarra com a boca, atirou a mesma para o ar com um pontapé ou, ainda, no lançamento de confetis durante "Mercy".

O encore finalizou-se com a habitual "Knights of Cydonia", que os fãs bem conhecem e continuam a apreciar. Matt Bellamy deixou a promessa de voltar, no próximo ano, a Portugal, e com o reforço de que a qualidade da banda continua no mesmo patamar, será um concerto pelo qual os fãs irão, decerto, ansiar.

Galeria

Etiquetas

Publicidade

Agenda

17Ago

Vodafone Paredes de Coura

Paredes De Coura

2224Ago

EDP Vilar de Mouros

Caminha

04Set

Billie Eilish

Lisboa

13Set

Gipsy Kings

Guimarães

13Set

Luan Santana

Braga

19Set

Chris de Burgh

Lisboa

29Set

Yann Tiersen

Lisboa

Publicidade

Artigos semelhantes

  • [CAPA-EXISTE] [/CAPA-EXISTE]
    [SECCAO-EXISTE]

    [SECCAO-NOME-SINGULAR]

    [/SECCAO-EXISTE]

    [NOME]

    [LISTA-INTERVENIENTES] [LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] por [/LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] [LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES], [/LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES] [LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [INTERVENIENTE-NOME] [/LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [/LISTA-INTERVENIENTES]