/ Paulo Pinho - Backstage
Sáb, 8 Jun às 13:00

NOS Primavera Sound '19: O baile latino de J. Balvin

A chuva não ameaçava como no dia anterior, nem apareceu para dar a sua bênção ao segundo dia de NOS Primavera Sound. J. Balvin trouxe o reggaeton ao Porto e mostrou que, afinal, o evento é mais eclético do que muitos julgavam. Talvez por isso, mais de metade do público que passou pelo Parque da Cidade do Porto estivesse ali pela primeira vez, segundo estudo do ISAG.

A tarde começou com Profjam, que no dia anterior festejou o seu aniversário, e com um público que lhe cantou os parabéns. Anos antes, esteve naquele mesmo festival, onde atuou na passada sexta-feira, mas como espetador para ver o concerto de um dos seus artistas preferidos, Kendrick Lamar, confessou o rapper lisboeta. Vestido de branco, cor a que o seu primeiro e mais recente álbum – #FFFFFF – faz alusão, Profjam percorreu alguns hits da sua carreira como "Tou Bem" ou "Água de Cocô".

Mais tarde, passaria pelo palco principal Courtney Barnett, que levou consigo uma multidão à já caraterística encosta verde do evento. Com uma atmosfera única, Courtney protagonizou um dos concertos altos do evento. Pelo mesmo palco passariam também dois distintos: J. Balvin e James Blake.

Com fome de pôr o Porto a dançar, foi a vez de J. Balvin entrar em palco. Acompanhado por dançarinos vestidos de fantoches insufláveis, o artista colombiano apresentou sucessos como "Reggaeton", "Con Altura" (tema comum com a cantora Rosalía que iria atuar no dia seguinte) e ainda teve tempo para se sentar e assistir a uma lap dance protagonizada por uma das suas bailarinas, ao som de "Downtown".

Pela encosta podiam ver-se cabeças a abanar e a saltar, assim como as mãos no ar numa dança de ritmos latinos. "Mi Gente" encerrou o concerto, mas não sem antes mostrar o presente que recebeu: uma camisola da seleção assinada por Cristiano Ronaldo, num momento que se parecia mais com uma festa de eletrónica do que um concerto de reggaeton.

Seguiu-se James Blake, naquele palco, mas antes Interpol levaram ao Palco Seat muitos dos seus fiéis seguidores. Com anos de história, a banda não ficou esquecida no festival e mostrou ser ainda uma forte razão para muitos terem ido ao Parque da Cidade do Porto.

Sentado ao piano, numa atmosfera intimista, estava James Blake pronto a tocar os temas do seu novo álbum. "Assume Form", que dá nome ao trabalho discográfico, foi o tema escolhido para iniciar o concerto. Mais alguns temas e era altura de o ecrã de encher de estrelas e "Barefoot in The Park" ecoar no NOS Primavera Sound. Alguns esperançosos ainda aguardaram a aparição de Rosalía, porém, sem sorte alguma. O antigo "Radio Silence" fez subir os telemóveis, num concerto onde as fotografias e vídeos foram poucos.

Galeria

Etiquetas

Publicidade

Agenda

2021Nov

André Rieu

Lisboa

2123Nov

O Fantasma da Ópera em concerto

Lisboa

2223Nov

Super Bock em Stock

Lisboa

23Nov

Luís Represas

Porto

23Nov

Vossa Nossa

Porto

23Nov

Expensive Soul

Lisboa

24Nov

The Mountain Goats

Lisboa

Publicidade

Artigos semelhantes

  • [CAPA-EXISTE] [/CAPA-EXISTE]
    [SECCAO-EXISTE]

    [SECCAO-NOME-SINGULAR]

    [/SECCAO-EXISTE]

    [NOME]

    [LISTA-INTERVENIENTES] [LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] por [/LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] [LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES], [/LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES] [LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [INTERVENIENTE-NOME] [/LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [/LISTA-INTERVENIENTES]