Publicidade

Agenda

2330Jun

Rock In Rio Lisboa

Lisboa

27Jun

Marilyn Manson

Lisboa

28Jun

Shakira

Lisboa

2930Jun

EDP Beach Party

Matosinhos

01Jul

Lenny Kravitz

Lisboa

02Jul

Ozzy Osbourne

Lisboa

06Jul

Daniela Mercury

Cascais

Publicidade

Qua, 27 Jul 2016 às 22:45

Carlsberg Where's the Party - Club Banditz, Joana Perez e Eddie Ferrer em exclusivo

Club Banditz

BS: Como surgiu a dupla Club Banditz?

CB: Um dos artistas, o Gonçalo, sempre esteve mais ligado a festas e eventos e tudo começou com uma brincadeira. Ele tocava em eventos e o João às vezes ia com ele. Gostávamos do mesmo género de música e, durante um evento em Lisboa, pensamos porque é que não haveríamos de nos juntar. E, há cerca de cinco anos, fomos pela primeira vez ao Brasil e esse foi o pontapé de saída dos Club Banditz.

BS: Têm atuado muitas vezes internacionalmente. O que torna essas atuações diferentes dos espetáculos em Portugal?

CB: O público português é bastante emotivo: pula, salta, grita e tem muita vibe. Na nossa opinião, é capaz de ser um dos melhores públicos para tocar, mas tem havido bastantes oportunidades internacionais e isso demonstra o carinho que há pela parte dos promotores e do público em apostar na marca Club Banditz. Cada tour é diferente, porque nós tentamos sempre inovar os nossos sets a nível de produção, espetáculo e musical.

BS: Não é a primeira vez que atuam numa Carlsberg Where's the Party O que tem este evento de especial e o que esperam do sunset de dia 30 de julho no areal algarvio?

CB: A primeira Carlsberg Where’s The Party foi bastante especial, pisámos pela primeira vez o Meo Arena, tocámos antes das nossas principais influências (Axwell /\ Ingrosso) e o público nem se fala, havia uma vibe incrível. Para este sunset, esperamos o mesmo, combinado com sol e calor, achamos que vai ser bastante especial também. Temos várias novidades e podem contar com um set bastante enérgico e com muita música nova.

Joana Perez

BS: Como surgiu a oportunidade de trabalhares como DJ?

JP: Sempre tive curiosidade e, com a ligação da Rádio às pessoas que saem à noite, fez todo o sentido. Cheguei a fazer algumas brincadeiras com outras colegas, mas quis mesmo seguir formação profissional para aprender mesmo como se faz. Depois foi só treinar, treinar, treinar!

BS: Esta nova vertente profissional satisfaz-te mais do que a rádio? Ou é um complemento? O que é diferente?

JP: A Rádio é a minha grande paixão. É o que quero fazer para o resto da minha vida. As duas vertentes satisfazem-me na mesma medida, mas de formas diferentes. Na rádio está o meu coração, o meu "bichinho". Como DJ, consigo ter um feedback imediato do público e a sensação é incrível. Acho que posso dizer que ser DJ é um complemento à Rádio, porque é na Cidade que estou a tempo inteiro, mas também sei que cada vez gosto mais de ser DJ. Espero poder continuar a fazer as duas coisas durante muito tempo!

BS: O que é que os algarvios podem esperar da tua atuação no dia 30 de julho, em Portimão?

JP: No meu caso, estou a preparar algo diferente do que costumo fazer, mas sei sair do meu registo de Hip Hop, R&B, Dancehall e Trap. Como sou a primeira e atuo no Carlsberg Where’s the Party às 16h, vou trazer coisas diferentes do que quando toco à noite. Estou a gostar muito da procura que tenho feito de músicas e versões novas para adaptar ao conceito de sunset. Eu sei que sou suspeita mas acho mesmo que vai ser épico!

Eddie Ferrer

BS: Já atuaste muitas vezes no estrangeiro, o que é que o público português tem de diferente?

EF: Sem dúvida que o público português é muito especial, somos latinos logo temos características muito próprias que nos distinguem de outros povos. O público português é ávido de festa e não é por acaso que muitas estrelas do DJing mundiais falam do público português como um exemplo do que é ser um verdadeiro Party People.

BS: Em Portimão, os algarvios podem esperar alguma surpresa? Novos temas?

EF: Sim claro muita música nova adequada ao momento e feelings do evento, o objetivo será ver toda a gente a sorrir e fazer do Carlsberg Where’s the Party um evento único para o público presente.

BS: O que vai tornar o sunset Carlsberg Where's the Party no mais épico do ano?

EF: O sunset da Carlsberg é um evento com caraterísticas muito próprias e únicas. Do ponto de vista audiovisual está entre os melhores. Organização extremamente cuidada e sempre com o objetivo de marcar pela positiva quem vai ao Carlsberg Where’s the Party. Os melhores djs do mundo estão presentes, o local é fantástico por isso estão todos os ingredientes reunidos para um evento ao nível de todos os Carlsberg Where’s the Party. Numa palavra, ÉPICO!!!

Etiquetas

Artigos semelhantes

  • [CAPA-EXISTE] [/CAPA-EXISTE]
    [SECCAO-EXISTE]

    [SECCAO-NOME-SINGULAR]

    [/SECCAO-EXISTE]

    [NOME]

    [LISTA-INTERVENIENTES] [LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] por [/LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] [LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES], [/LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES] [LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [INTERVENIENTE-NOME] [/LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [/LISTA-INTERVENIENTES]