/ Paulo Pinho - Backstage
Qua, 20 Mar às 21:18

A energia positiva de Crystal Fighters em concerto no Hard Club

Pouco passava das 21 horas e a sala do icónico Mercado Ferreira Borges - Hard Club -, no Porto, já estava composta por um público bem animado. Logo após um concerto em Lisboa, dia 09 de março, os britânicos Crystal Fighters atuaram no Hard Club, dia 19 de março.

A abertura do concerto ficou a cargo da banda Los Nastys, grupo composta por Luis Basilio, Fran Basilio, Omar Montalvo e Luli Acosta Quintas. Com uma estética bem lo-fi, a banda é influenciada por vários estilos desde o punk ao indie rock.

Dez minutos atrasados, Los Nastys invadiram o palco. Era tempo de aquecer o público nortenho apresentando o seu segundo álbum “Música para el amor y la guerra” (2018), composto por cinco canções sobre o amor e outras cinco sobre guerra.

A banda não só deu a conhecer músicas do seu mais recente álbum, como de “Los Autos” e “Quiero ser Outro”, mas houve, igualmente, tempo para escutar temas do primeiro disco, “Noche de fantasmas con Los Nastys” (2016).

Meia hora de concerto passada e Los Nastys despediram-se agradecendo ao público e à banda mais esperada da noite: Crystal Fighters.

Com um intervalo que durou cerca 30 minutos, já o público estava irrequieto na ânsia de ouvir Crystal Fighters que, finalmente, entravam em palco. Vestidos de branco, traziam consigo várias referências à natureza, tanto nas roupas como nos elementos do palco.

Qualquer tempo de espera foi colmatado com a energia que a banda formada em Londres irradiou do palco do Hard Club e a interação com o público foi notória desde o primeiro minuto. Logo na segunda música, Sebastian Pringle, vocalista, já estava a sentir o calor dos seus fãs bem junto às grades do público.

Como já habituou os seus admiradores, a banda evocou o lado espiritual de todos e apelou ao amor porque “o amor é tudo o que precisamos, é tudo o que temos”, afirmou o grupo musical. Braços ao alto e era tempo de dar a mão ao companheiro mais próximo, a pedido do grupo. O objetivo? Formar um circuito de vida capaz de potenciar toda a energia presente na sala.

Crystal Fighters despediram-se do público, agradecendo o convite e a presença, com a confissão de que mal podem esperar por voltar. Esse regresso é bastante plausível visto que desde que se estrearam em terras lusitanas, em 2012 no festival Vodafone Paredes de Coura, já deram mais de uma mão cheia de concertos em Portugal.

Alinhamento do concerto:

  • "I love London"
  • "Follow"
  • "LA Calling"
  • "Yellow Sun"
  • "The Get Down"
  • "Love is All I got"
  • "Boomin’ In Your Jeep"
  • "Runnin’"
  • "All My Love"
  • "Wild Ones"
  • "All Night/Champion Sound"
  • "Love Natural"
  • "Bob"
  • "Plage"
  • "At Home"
  • "You and I"

Galeria

Etiquetas

Publicidade

Agenda

17Out

João Só

Lisboa

17Out

Lulu Santos

Lisboa

1819Out

O Fantasma da Ópera em concerto

Porto

18Out

Sam the Kid com Orquestra e Orelha Negra

Lisboa

19Out

Os Quatro e Meia

Lisboa

19Out

António Zambujo

Póvoa de Varzim

19Out

Mariza

Espinho

Publicidade

Artigos semelhantes

  • [CAPA-EXISTE] [/CAPA-EXISTE]
    [SECCAO-EXISTE]

    [SECCAO-NOME-SINGULAR]

    [/SECCAO-EXISTE]

    [NOME]

    [LISTA-INTERVENIENTES] [LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] por [/LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] [LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES], [/LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES] [LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [INTERVENIENTE-NOME] [/LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [/LISTA-INTERVENIENTES]