Publicidade

Agenda

14Nov

David Fonseca comemora 20 anos de carreira com espetáculo no coliseu

Lisboa

16Nov

David Fonseca comemora 20 anos de carreira com espetáculo no coliseu

Porto

24Nov

Estarreja

24Nov

Vanesa Martín é convidada especial no próximo concerto de Matias Damásio

Lisboa

24Nov

Matias Damásio

Lisboa

27Nov

António Zambujo na Casa da Música para concerto solidário

Porto

02Dez

Patrick Watson regressa a Portugal

Lisboa

Publicidade

/ Everything is New
Dom, 31 Dez 2017 às 18:18

As bandas e os concertos que marcaram Portugal em 2017

O ano de 2017 trouxe a Portugal muita música de vários estilos e fez reviver tempos áureos de algumas bandas com 30, 40 ou 50 anos de carreira, como Guns N’ Roses, Aerosmith, Depeche Mode, Red Hot Chili Peppers, Alphaville ou Scorpions.

As bandas mais desejadas do ano também não deixaram Portugal de parte, como The Weeknd e Foo Fighters.

Em janeiro, os canadianos Sum 41 atuaram no Coliseu de Lisboa (dia 20). Em março, a Rádio Renascença celebrou o aniversário com Andrea Bocelli e Ana Moura na MEO Arena (que mudou de nome para Altice Arena em outubro).

Abril: o mês de Bruno Mars na MEO Arena e C4 Pedro também. Dave Matthews & Tim Reynolds estiveram no Porto e em Lisboa com casa cheia, concertos que os portugueses adoraram. Lukas Graham estreou-se em Portugal. O brasileiro Roberto Carlos trouxe o seu romantismo às salas mais importantes do país.

Em 2017 aconteceu um dos reencontros mais esperados de sempre, a reunião dos membros inciais de Guns N’ Roses, banda com mais de 30 anos de história, entre os quais Axl Rose e Slash. Em Portugal, 57 mil espetadores tiveram oportunidade de viver um concerto único no Passeio Marítimo de Algés no dia 02 de junho, 25 anos depois da primeira tentativa em Portugal.

Também em junho, dia 11, Ariana Grande veio a Portugal, à MEO Arena, a mesma sala em que, passado duas semanas, se assistiu a um concerto muito dinâmico dos Aerosmith, banda formada em 1970, com o imparável Steven Tyler, cantor de 69 anos.

Em julho, o NOS Alive trouxe The Weeknd, Foo Fighters, Depeche Mode, The Kills, Imagine Dragons, Kodaline, Courteeners e muitos outros. O festival esgotou a três meses do início.

No mesmo mês, MEO Marés Vivas trouxe a Vila Nova de Gaia os Scorpions, Sting, Bastille e Seu Jorge, juntando muito talento português. Entre os grandes nomes do Super Bock Super Rock, no Parque das Nações em Lisboa, destacam-se Red Hot Chili Peppers.

Luis Fonsi também passou por Portugal em julho.

Em agosto, Zambujeira do Mar recebeu Martin Garrix, Jamiroquai, The Chainsmokers, Lil Wayne, Marshmello e muito mais com o MEO Sudoeste e Benjamin Clementine, Nick Murphy ou Future Islands no Vodafone Paredes de Coura.

Em setembro, o festival BPM saltou do continente americano para a Europa pela primeira vez, tendo como destino o Algarve.

Ficam muitos mais espetáculos para lembrar, porque 2017 foi um ano de grandes concertos em Portugal. Grandes lendas e nomes incontornáveis da música de todo o mundo vieram a Portugal, alguns pela primeira vez e outros, pela última.

Etiquetas

Artigos semelhantes

  • [CAPA-EXISTE] [/CAPA-EXISTE]
    [SECCAO-EXISTE]

    [SECCAO-NOME-SINGULAR]

    [/SECCAO-EXISTE]

    [NOME]

    [LISTA-INTERVENIENTES] [LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] por [/LISTA-INTERVENIENTES-PRIMEIRO] [LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES], [/LISTA-INTERVENIENTES-SEGUINTES] [LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [INTERVENIENTE-NOME] [/LISTA-INTERVENIENTES-TEMPLATE] [/LISTA-INTERVENIENTES]