Little Mix - Billboard

MTV EMAs de 2020 com atuações à distância e plateia por Zoom

A premiação por voto dos fãs trouxe à palcos virtuais Doja Cat, Yungblu, Karol G, Maluma, Little Mix e mais. Os BTS foram dos maiores vencedores da noite, com as ARMYs a conquistarem o Biggest.

Segunda-feira, 9 de Novembro de 2020, às 23:19

Num ano atípico, os MTV European Music Awards tiveram de se adaptar. O evento foi totalmente feito à distância. As atuações superaram as expectativas, mas o aspeto visual da cerimónia tem espaço para melhorias.

Uma hora antes do evento começar, a MTV preparou um “aquecimento” para os telespectadores. O Pre Game foi apresentado por Becca Dudley. As atuações não demoram a começar. Ainda na fase de Pre Game, o grupo Why Don’t We atuou a sua maior música de sucesso Fallin'.

Ao longo desta uma hora, foram anunciados os 10 melhores momentos dos EMAs desde de sempre. Começando com a atuação de Dua Lipa de 2019 em 10º lugar, e Nicky Minaj e Little Mix de 2018 no 1º lugar. A atuação de Beyoncé em 2009 entrou apenas em 4º lugar, ficando atrás de Bruno Mars em 2016 e Camilla Cabello em 2017.

Os artistas que iam atuar ao longo da noite foram entrevistados nesta parte do evento. Cada um deles fala das suas expectativas em relação às suas performances, bem como das saudades que sentem do público nestes tempos de pandemia em que atuações foram adiadas, ou canceladas por completo. Madison Beer foi a segunda atuação, com a canção  Baby, onde não pôde faltar às dançarinas as máscara.

Para anunciar a primeira categoria da noite, vários vídeos de fãs por toda a europa a dançar apareceram no ecrã. Os vencedores do prémio Biggest Fans foram sem os BTS, a mostrar a dedicação das ARMYs. 24KGOLDN com Mood, um hit do Tik Tok, foram a última atuação deste Pre Game. Uma excelente maneira de acabar da primeira parte em grande com a música que põe qualquer um a dançar.

O final desta pré-cerimónia foi revelado a localização para os EMA do próximo ano. Em 2021, os prémio teram lugar em Budapeste, Hungria, mais uma vez.

Quando os ponteiros do relógio chegaram às oito da noite, a apresentação dos prémios com animação das Little Mix dá começo ao evento. Apenas, três dos quatro membros foram as hosts da noite. Jesy Nelson não pode estar presente por motivos de doença. Sendo um evento à moda de 2020, as caras de fãs por videochamada podiam ser vistos na plateia falsa. As apresentadoras encontravam-se numa tela verde para fazer o cenário da premiação.

A primeira atuação da noite foi Doja Cat com o sucesso de Tik Tok, Say So. A cantora mudou completamente o estilo, virando-se mais para uma versão mais rock e obscura da música.

A banda ao vivo de estilo metal com guarda-roupa adequado foi um toque essencial. O palco retratava uma um jardim com Doja Cat vestida de branco, uma noiva destruída. Os movimentos da câmara ajudaram a tornar a atuação mais apelativa e mais obscuro. A artista prometeu elevar a sua performance e foi cumprido. A atuação superou todas as expectativas.

Logo de seguida, Jack Harlow atuou WHATS POPPIN, com um bacadinho de freestyle e bailarinas à mistura. O cenário tem a letra da música e alguns gráficos para aumentar a imersão, mas é em geral uma atuação mais simples. Foi, aqui, perdida a oportunidade de juntar danças do Tik Tok, uma vez que a música foi trend.

Madison Beer foi quem a anunciou o vencedor da categoria Best Song. Os nomeados contavam com músicas como Rain On Me, DynamiteBlinding Lights. Os vencedores foram os BTS com Dynamite. No seu discurso, BTS agradeceram aos fãs, ARMYs.

Mais uma atuação, desta vez com Sam Smith e David Guetta. Num teatro vazio e no palco sozinho, o Sam Smith cantou Diamonds. Os movimentos de Sam Smith com a pequena coreografia tornaram a atuação enriquecedora, mesmo sendo a primeira vez que este dançou sozinho no palco. No final, a frase "Don't Fuck With the Queer Kids" aparece escrita atrás do cantor, homenageando a comunidade LGBTQ+.

Doja Cat ganhou a categoria Best New, conforme era esperado. A cantora tem sido uma das grandes revelações de 2020. No seu discurso de vitória, a cantora agradece toda a sua equipa. Diz que é uma bênção saber que os seus fãs europeus se importam e a reconhecem, e que está muito grata por eles. De seguida, conhece-se o vencedor do Best Group, que são mais uma vez BTS, acumulando o seu terceiro prémio da noite.

Depois, um momento marcante para a colaboração da MTV com a Hungria nesta edição dos EMAs. David Guetta, nomeado em duas categorias com o single Let’s Love, aparece numa colorida performance em nos banhos públicos Széchenyi, em Budapeste. Na apresentação da canção do DJ francês não vemos Sia, com quem lançou esse novo sucesso, mas sim Raye, cantora britânica. Hologramas preencheram o ambiente que não tinha nenhuma dançarina.

O Chris Martin dos Coldplay envia uma mensagem aos fãs, a agradecer pelo prémio Best Rock recebido pelo conjunto. Num vídeo gravado por si, menciona que é especialmente interessante pois, nos tempos de hoje, nunca se sabe se as pessoas estão a ouvir. O novo sucesso Yungblud recebeu o prémio Best Push, ao qual agradeceu com um recado encorajador para os seus fãs: “sê estranho, sê esquisito, sê diferente. Nunca tenha medo de o ser.”

O prémio Video for Good foi entregue pelo piloto Lewis Hamilton, que tem feito como os artistas da categoria um esforço para usar a sua plataforma para o bem. A escolha dos fãs foi o videoclipe de I Can’t Breathe, da HER. A canção tem uma poderosa mensagem sobre o movimento Black Lives Matter, que luta nos Estados Unidos contra a brutalidade policial, e que tem vindo a ter repercussões por todo o mundo.

Direto do seu estúdio, DJ Khaled apresenta a próxima performance: Maluma. A canção Djadja é apresentada com Aya Nakamura numa tela que se combinava ao cenário do cantor colombiano. Neste, ele estava com dançarinas – mas todas de máscara. Maluma também deu aos fãs Hawái, música que recentemente ganhou um remix com The Weeknd.

E desta atuação passou-se para o prémio Best Latin, apresentado pela modelo Winnie Harlow. A escolha dos fãs foi Karol G, cantora colombiana. No seu discurso de agradecimento, dedica o prémio à sua comunidade, a todos os latino-americanos. Afirma que ele é sobre mais do que cultura e sobre mais do que língua.

A atuação seguinte é das Little Mix, com Sweet Melodies. O single foi apresentado num cenário de topo de pirâmide. Mesmo com apenas três elementos, o grupo entregou uma versão muito fiel à de estúdio. Alicia Keys, já há muito um dos grandes nomes da música pop, também atuou nesta edição dos EMAs. Nas ruas de Londres, tocou Love Looks Better, seu novo sucesso, com o seu piano e a cidade, como indica a letra da canção.

O rapper Big Sean anunciou o vencedor de Best Hip-Hop, categoria vencida por Cardi B. A artista não pode receber o prémio, mas agradecimentos foram deixados aos fãs em seu nome. Hayley Williams também retribuiu ao público o carinho recebido ao receber o prémio Best Alternative. A vocalista dos Paramore ressalta que já se passaram 10 anos desde quando recebeu um prémio desses em nome do famoso conjunto. Aprecia especialmente neste reconhecimento o facto de vir de votos dos fãs. Finaliza a sua mensagem a relembrar: “Paramore para sempre”.

O prémio de melhor colaboração ficou para Karol G e Nicki Minaj, com Tusa. Já a categoria Best Virtual Live foi vencida pelos BTS. No agradecimento dado pelo conjunto coreano, não podiam deixar de relembrar as saudades que sentem dos fãs. A cantora Tate McRae atua uma canção sua que tem sido sucesso no Tik Tok, You Broke Me First. Apostou numa ideia mais obscura para o seu cenário, com dançarinas de máscara a percorrer um corredor com água, o que acentuou o efeito da coreografia.

Um breve memorial foi dedicado pela MTV à artistas que faleceram este ano, entre eles Juice Wrld, Naya Rivera, Chadwick Boseman e Pop Smoke. Especial espaço foi dedicado à Eddie Van Halen, guitarrista que o canal destaca como um dos pilares da música. Taylor Hawkins, baterista dos Foo Fighters, e Tom Morello, reafirmam nos seus testemunhos a falta que sentirão do guitarrista holandês.

DJ Khaled retorna, agora para introduzir a performance de Karol G, com Bichota. Num cenário de rua, aparece a cantora numa espécie de altar, circundado por carros, e com manobras a serem feitas por motas. Os dançarinos não estavam de máscara.

O lutador de WWE Roman Reigns anunciou o prémio Best Pop, vencido pelas Little Mix. O músico Dave Grohl, vocalista dos Foo Fighters, apresentou a performance de Yungblud. O artista aparece como um cupido, a sobrevoar o palco, com correntes, uma saia e asas. No palco, ao lado da sua banda, apanha numa guitarra que mais a frente iria destruir.

A modelo Barbara Palvin anunciou os World Wide Winners, escolhidos localmente pelos fãs. O vencedor português foi Fernando Daniel. No Brasil, Pabllo Vittar foi o premiado. Lady Gaga foi a escolha norte-americana.

Anitta apresentou o prémio Best Video, dado à DJ Khaled e Drake, por Popstar. O DJ agradece à Drake, pela sua parceria, amizade, irmandade e génio. Também agradece à Justin Bieber, que estrelou no premiado clipe.

Em seguida, Zara Larrson faz o desfecho da noite, com a prometida performance cheia de coreografia. Ao lado de várias dançarinas, preencheu um palco para trazer WOW aos fãs.

Imagem de perfil de Michelle Coelho
Michelle Coelho
Jornalista
Imagem de perfil de Mariana Gonçalves
Mariana Gonçalves
Jornalista
Próximos eventos
Dez
3
Amor Electro
Super Bock Arena, Porto
Dez
3
Rodrigo Leão
Campo Pequeno, Lisboa
Dez
4
Os Quatro e Meia
Campo Pequeno, Lisboa
Dez
4
Richie Campbell
Super Bock Arena, Porto
Dez
9
Tiago Nacarato & Bárbara Tinoco
Campo Pequeno, Lisboa
Dez
11
Fernando Daniel
Super Bock Arena, Porto
Política de Cookies
O nosso website utiliza cookies para identificar fluxo de tráfego e páginas mais visitadas por cada visitante, sem nunca guardar informação pessoal do utilizador. Esta informação ajuda-nos a perceber o que os nosso público-alvo procura e, com o conhecimento, ajudar-nos a melhorar o serviço que prestamos.