O final apoteótico da digressão de Dave Matthews e Tim Reynolds

O Coliseu do Porto recebeu na noite de 11 de abril a dupla Dave Matthews & Tim Reynolds. As portas do Coliseu abriram às 20h00, e o concerto teve início às 21h10.

Os músicos proporcionaram uma experiência diferente e “fenomenal” ao público (palavra dos espetadores), com uma perceção mais profunda dos acordes das guitarras que durante horas soaram e encantaram o Coliseu. Dave Matthews e Tim Reynolds aproveitaram o encontro com os portugueses, espanhóis, polacos e nacionais de outros países reunidos no Porto, para partilhar muitas histórias da sua vida e amizades e comentar as criações musicais.

O concerto acústico durou mais do que muitos outros dos artistas internacionais. Foram três horas inteiras dedicadas ao público do Porto, que, pela forma como os acolheu, (e como esgotou a lotação do Coliseu) parece ter gostado muito.

As palmas, gritos e cânticos fizeram um ambiente mais composto para um concerto onde também houve solos de Dave no piano e a subida a palco de um amigo, Carlos Varela, para mais uma maravilha musical – “Muros y Puertas”.

Aos gritos pela cidade invicta, vindos do público, os artistas respondiam “Viva o Porto!” com sotaque e com humor para se desculpar pelo mau português.

Através de uma setlist salpicada de muitos sucessos de longa data, como “Dirt Hill”, “You Are My Sanity” ou "Crush”, Tim Reynolds também provou porque é um dos guitarristas mais conceituados do mundo e porque se pode dizer que põe o público louco – a mestria e velocidade correm-lhe nas veias e passam por entre os dedos. Os dedilhados na guitarra são uma brincadeira de criança para este senhor que domina vários instrumentos musicais.

O último concerto da tour “An Evening with Dave Matthews & Tim Reynolds” deve ter dado aos músicos mais de que a sensação de dever cumprido. Depois da meia-noite, quando o concerto se deu por terminado, ouviam-se espetadores a dizer que o concerto foi “fenomenal”. E, um facto de valor, pairava na plateia a consciência de que o dinheiro pago não podia ter sido melhor investido.

Setlist:

Die Trying
Dirt Hill
Granny
Fool
Hands of God
Don’t Drink
One Sweet
Where Are You
Tripping
You Are My Sanity
High Seas/Out Of
Stay or Leave
Bismarck
Crush
Muros e Puertas (com Carlos Valelas)
Minarets
Funny
Stream
Jimi
Crash
Grey St.
#41
Two Step
So Damn Lucky
Rapunzel
If Only
Ants
Warehouse
Watchtower
Oh
Stay